São Paulo da Cruz

Santo do Dia 19 de Outubro

by Cynthia
0 comment

Última atualização há 2 anos by Prece Ativa

Origem e Família

São Paulo da Cruz cujo nome de nascimento era Paulo Francisco Danei, nasceu no dia 03 de janeiro de 1694, em Ovada na região do Piemonte, na Itália. Santo São Paulo da Cruz

Sua família era católica e de origem nobre embora não possuísse fortuna.  Seu pai era comerciante e por isso viaja muito e Paulo costumava acompanhar o pai nas viagens. Paulo era o segundo filho dentre 16 filhos que seus pais conceberam.

Desde criança demonstrava interesse pelas orações e penitências e também gostava de ler sobre a vida dos santos. Paulo se interessava especialmente pela vida dos eremitas.

Paulo passava longas horas em orações e meditações e, aos dezenove anos de idade decidiu se dedicar à vida religiosa.

Eremita e Missionário

Paulo tinha muita devoção e meditava muito sobre a Paixão de Cristo e, desejando vivenciar todo o sacrifício de Jesus, ao se decidir pela vida religiosa foi viver como eremita, afastado da cidade.  A vida de eremita lhe despertava o interesse desde muito cedo.

O Bispo à época o autorizou a fazer pregações nos finais de semana e assim, Paulo retornava para as cidades para pregar sobre a Paixão de Cristo. Vivendo intensamente uma vida de penitências, algumas vezes chegava a flagelar-se durante suas pregações.

Paulo pregava de forma ardorosa sobre a Paixão de Cristo e costumava colocar uma cruz de madeira nos locais de suas pregações. Dessa forma foi cada vez mais atraindo pessoas para ouvi-lo e conseguindo a conversão de muitas dessas pessoas.

Paulo se tornou um missionário ao levar para as pessoas a devoção ao Cristo Crucificado e à Sua Paixão.

Os Padres Passionistas

A missão que Paulo abraçou pregando a devoção à Paixão de Cristo e as conversões que aumentavam cada vez mais, foram desenvolvendo nele a vontade de criar uma congregação religiosa voltada para esse propósito de amar ao Cristo Crucificado.

Ao ser ordenado sacerdote recebeu a permissão do Papa para fundar sua própria ordem religiosa e assim nasceu a Congregação dos Clérigos Descalços da Santa Cruz e da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, nome este que foi encurtado para a Congregação dos Padres Passionistas.

Assim, o agora padre Paulo da Cruz iniciou sua obra missionária de difundir entre os fiéis a devoção e o amor a Jesus Cristo e à Sua Paixão.

Dedicação e Morte

A vida do padre Paulo da Cruz foi dedicada às orações e penitências vivenciando sacrifícios por amor e devoção à Paixão de Cristo.

Através de sua obra missionária muitas foram as pessoas que elevaram seus corações a Jesus. E muitos foram os milagres de cura atribuídos às suas orações.

Aos 78 anos de idade, muito adoecido, o padre Paulo da Cruz foi desenganado pelos médicos. Ele pediu a benção do Papa Pio VI que o chamou para ir a Roma. O padre Paulo atendeu ao convite e chegando em Roma sua saúde melhorou lhe permitindo viver por mais três anos.

Morreu em Roma no dia 18 de outubro de 1775, aos 81 anos de idade.

Tornou-se São Paulo da Cruz ao ser beatificado em 1853 pelo Papa Pio IX e canonizado em 1867, também pelo Papa Pio IX.

Oração

“Glorioso e Eterno Deus, que conferistes a São Paulo da Cruz a graça das grandes iniciativas cristãs, fazendo-o fundador dos Padres Passionistas,

concedei-nos a graça de sermos sempre diligentes e fiéis para as coisas de Deus.

Isto Vos pedimos, por Cristo Nosso Senhor. Amém!”

Artigos Relacionados