São Martinho de Tours

Santo do Dia 11 de Novembro

by Cynthia
0 comment

Última atualização há 2 anos by Cynthia

Origem

São Martinho de Tours viveu no século IV, nascido em torno do ano 316 em Panônia, atual Hungria.

Muito cedo despertou para a fé cristã, quando por curiosidade começou a frequentar uma igreja cristã mesmo sendo sua família pagã.

São Martinho foi-se envolvendo pela doutrina cristã e sentiu o desejo de seguir a vida religiosa já na adolescência.

Entretanto, seu pai, sendo pagão e oficial do exército romano e não querendo que seu filho seguisse a fé cristã, o alistou no exército.

Martinho passou a servir na cavalaria do exército romano, porém, não desistiu de sua fé e contiuou a frequentar a igreja cristã, pois já se tinha despertado nele o amor à doutrina cristã e principalmente a Cristo.

Encontro com Jesus Cristo

Martinho, em torno do ano 335, quando estava por volta dos vinte anos de idade, foi servir à cavalaria do exército na região da Gália, atual França.

Foi nessa ocasião que aconteceu o gesto com o qual ficou marcado e que também marcou sua conversão definitiva ao Cristianismo.

Certa noite, ao fazer a ronda pela cidade, deparou-se com um mendigo tremendo de frio. Era inverno e Martinho, cheio de compaixão pelo sofrimento do homem e por não ter nenhum dinheiro com ele, cortou seu manto ao meio com a espada e deu metade ao mendigo, para que se aquecesse.

Nessa mesma noite, enquanto dormia, Martinho foi visitado em sonho por Jesus que, vestindo a metade do manto que ele tinha dado ao mendigo, agradeceu a Martinho por ter-lhe aquecido.

A partir desse encontro que teve em sonho com Jesus, Martinho definitivamente abraçou a fé cristã.

Abandonou o exército e foi batizado aos vinte e dois anos de idade, tornado-se monge e discípulo do Bispo Hilário de Poitiers.

Vida Religiosa

Após algum tempo, dedicado à vida de monge, às orações e meditações, Martinho foi ordenado diácono pelo Bispo Hilário, que também lhe cedeu um terreno próximo à cidade de Poitiers, onde Martinho fundou uma comunidade monástica.

A comunidade foi crescendo cada vez mais, devido ao número de jovens que a procuravam no anseio de também tornarem-se monges, de tal forma, que Martinho precisou construir um mosteiro para abrigar aos novos monges.

Martinho, com a permissão do Bispo Hilário, ordenava seus monges, sacerdotes, e acompanhado destes visitava as aldeias da região, cujos habitantes eram pagãos e promovia conversões à fé cristã.

Martinho e seus monges sacerdotes visitavam as aldeias evangelizando e construindo igrejas por onde passavam pregando e convertendo as pessoas.

No ano de 371, o bispo da cidade de Tours morreu e o povo clamou para que Martinho se tornasse o novo bispo.

Ele de início resistiu, mas acabou aceitando se tornar o Bispo de Tours, mantendo, entretando, sua missão como evangelizador.

O agora Bispo de Tours seguiu visitando paróquias, pregando a mensagem de Cristo e realizando conversões à fé cristã.

Vida de Santidade e Morte

Martinho viveu desde cedo uma vida de santidade, com muita humildade e dedicação à caridade e à evangelização.

Morreu, acometido por muitas febres, no dia 08 de novembro de 397, aos oitenta e um anos de idade e após 25 anos como bispo da igreja e evangelizador.

São Martinho de Tours passou a ser venerado como santo e a festa em sua celebração é comemorada no dia 11 de novembro, data em que foi sepultado.

Oração

“Ó Deus, que a Vossos pastores associastes São Martinho de Tours, animado de ardente caridade e da fé que vence o mundo,

dai-nos, por sua intercessão, perseverar na caridade e na fé, para participarmos de sua glória.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo.

Amém!”

Artigos Relacionados